Descubra 5 dicas práticas para a redução de custos na empresa

Prezar pela redução de custos na empresa é fundamental para que ela se mantenha competitiva no mercado, pois quanto menores os gastos, maior será seu faturamento, permitindo investir em projetos que tornem sua marca mais forte perante os consumidores.

Para alcançar esses objetivos, não é necessário que o administrador corte gastos essenciais para a produção dos bens ou com a empresa. Com uma gestão de custos inteligente, é possível minimizar suas despesas e potencializar a produtividade de seus colaboradores simultaneamente.

Nesta publicação, explicamos porque é importante realizar a gestão de custos e listamos 5 dicas de como fazê-lo. Acompanhe!

Porque é importante fazer a gestão de custos

Primeiramente, custos são todos os gastos relacionados à aquisição ou produção, alguns exemplos são mão de obra, matéria-prima, manutenção, materiais, entre outros. Esses recursos fazem parte de um grande gasto para a companhia, seja ela pequena ou grande.

Gerenciá-los de forma eficaz não apenas contribui para o aumento da lucratividade, como também aumentam a qualidade, eficiência e velocidade de crescimento da organização, pois são coeficientes ligados a produção dos itens a serem comercializados pela empresa. Confira quais são algumas estratégias da gestão de custos a seguir.

1. Investir na tecnologia

A tecnologia, quando aplicada da forma correta, sempre acarretará redução de custos na empresa de alguma forma. A automatização de processos burocráticos, como realização de contas ou cadastros de mercadorias podem ser realizados rapidamente por um computador.

Como também, investir em atualizações para o maquinário também aumentará a qualidade e eficiência da produção, pois equipamentos modernos sempre tendem a gastar menos energia, serem mais precisos e necessitarem de menos manutenções.

Além disso, com um bom software de gestão você pode identificar onde estão os maiores custos e tomar as decisões corretas para reduzi-los.

2. Estabelecer parcerias

Ter um relacionamento duradouro e de confiança com um fornecedor fixo é uma ótima opção para reduzir os custos, pois haverá mais liberdade para negociações entre as partes. Você pode estabelecer um acordo para aquisição de matéria-prima ou mercadorias com determinado fornecedor específico, em troca de uma redução do preço, por exemplo.

Lembre-se que os contratos devem sempre ser benéficos tanto para você quanto para seu fornecedor, caso contrário será impossível chegar a um acordo amigável.

3. Apostar na terceirização

Ao repassar várias atividades-meio (serviços que não são foco da empresa) para terceiros, seus colaboradores poderão concentrar todos seus esforços na atividade-fim (objetivos principais). Você também reduzirá seus custos de diversas formas, já que várias tarefas serão executadas por uma agência especializada.

4. Realizar um planejamento tributário

O planejamento tributário consiste em um aglomerado de estratégias que visam a minimização da carga tributária que recai sobre a pessoa jurídica. É importante salientar que os meios utilizados são perfeitamente legais, usa-se isenções criadas pelos legisladores ou se aproveita de omissões legais (como não configurar certo ato como tributável).

Uma das metologias utilizadas é a escolha do regime tributário mais benéfico à sua companhia, são eles:

  • simples nacional: criado para empresas de pequeno porte e microempresas, esse regime possui alíquotas menores e um  recolhimento mais simples;

  • lucro presumido: a apuração dos impostos é sobre um valor fixo, sendo de 32% para serviços e 8% para atividades de indústria, o PIS/COFINS é de 3,65% sobre o faturamento;

  • lucro real: os impostos são calculados sobre o lucro real, o PIS/COFINS é de 9,25%, entretanto é permitido descontar créditos em determinadas operações.

5. Ter o acompanhamento de uma assessoria tributária

Um dos maiores custos de qualquer companhia, com certeza, são as obrigações tributárias, seja pela carga tributária ou quantidade elevada de obrigações acessórias. Todos esses empecilhos serão solucionados com a contratação de uma assessoria tributária competente.

Os profissionais corrigirão falhas procedimentais que encontrarem na companhia, eliminando risco de multas pelo fisco, como também indicarão todas as regalias oferecidas pela legislação. À primeira vista, pode parecer que haverá aumento de custo, mas o custo-benefício é excepcionalmente elevado.

Com a leitura desse artigo, percebe-se que a redução de custos na empresa vem acompanhada com um aumento da eficiência, diminuição da burocracia, melhoria de seu networking com parceiros, entre outros benefícios.

Se você quer receber mais publicações como esta em seu e-mail, não deixe de assinar a nossa newsletter! É gratuito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This